quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Menina bobinha



Ela olha pra dentro de si e ver o quanto triste é. Está tudo apodrecendo, não tem mais fé a menina, esperança e nem porra nenhuma. Essa vida é tão filha da puta com ela que a vontade que a menina tem é de gritar pra sempre '' POR FAVOR ALGUÉM VEM ME SALVAR?'' ela grito, mas ninguém ouve. Ela é carente, doce, boa, mas ninguém liga. O sorriso da menina permanece no rosto disfarçando a tristeza, mas o sorriso dela ta escrito ''fica comigo?'' ''me dar carinho?'' e ela cansa, cansa de ser assim, só, só ela. Ela e ela... Diversas vezes ela se encontra perdida de amor - mas acho que essa palavra ''amor'' não se encaixa bem ''ilusão'' seria a palavra certa! Ela só quer menos, menos sufoco no coração e mais borboletas no estômago. Pensando bem borboletas duram apenas 24 horas, ela quer algo que dura pra sempre. Um dia a menina abre o coração de alguém, já tento mas foi trágicas todas as tentativas, não sabe se gostaria de tentar mais, a menina sempre se machuca, sempre é a ''coração quebrado'' da historia. Porque não sentir bem com sigo mesma é chato, chato demais. A vontade que ela tem é de dormi pra sempre, desistir de tentar ser feliz, desistir de tudo, de você. Mas você quem? alguém, alguém que ela sabe que espera ela. Sei que existe alguém, porra tem que existi, todos nos temos alguém, e ela vai ter, eu sei! A menina só quer alguém que a abrace, que ria das bobeiras dela, que de um beijo demorado, um sorriso, uma mão estendida, carinhos e um pouco de coisas de amor, só. Ela esta pensando em tentar descobrir uma anestesia que cura coração quebrados assim ela poderia viver sem pensar em querer demais. Querer tudo! Então tchau, tchau coração chato, tchau menina chata, vai embora! - Escuta garotinha bobinha, você pra ser feliz tem que precisar só de você, não precise de ninguém, porque se você continuar a pensar assim você nunca será feliz! (..) e eu não serei. Do lado de cá, do lado de lá, tão pouco tempo, mãos nos olhos enxugando as lágrimas da vida. Não quer mas borboletas de 24 horas, quer é amor batendo pra sempre!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010


Então eu achei preferível dizer sobre meu tal amor por você para meu cachorro. Sem raça - ele apoio. Chega de pessoas chatas dizendo que eu irei me ferrar. Chega. Chega de conselhos que não mudara nada. Chega de gente falando um monte de coisas, chega com isso tudo. Não adianta alerta, falar, comentar, pedi, omitir, aconselhar.. Eu estou afogada em você.
Não dá pra voltar!
Lembro como não queríamos deixar nada pra depois, era agora e acabo. Respirar sempre e ficar juntos pra sempre! Eu ate sonhei em casa, olha bem - EU sonhei em casar! que modesta parte, vindo de mim uma pessoa considerada como ''gelo, sem sonhos, sem amor, chata e sem nada'' e te mais, eu pensei em você, eu pensava em você a cada segundos, cada batimento do meu coração queria você mais perto, mas meu, muito meu. Agora eu começo a lembrar da boba que eu era, um sorriso seu eu me derretia, agente podia tá brigados, que fosse.. você sorria e tudo sumia, você sorria e eu preparava sua vitamina. Mas puta merda, não era um sorriso qualquer, intenda, era aquele sorriso que sinceramente me irritava diversas vezes. Como pode uma pessoa sorrir tanto? e me fazer sorrir também?
E amor, se você quer saber por vias das duvidas faz uns 3 meses e 4 dias que eu espero sua ligação, no fundo eu sei que você não vai ligar, não vai voltar... As quem não gosta de fingir que vai dar tudo certo pra vida ficar melhor? eu, eu não gostava.. mas sabe, quando começo a doer muito meu coração não conseguia respirar direito ai eu passei a gostar, apenas pro meu coração pulsar e meu celebro não enlouquecer.. Quando meu coração pedi menos de você, eu juro, juro de pés juntos que eu irei parar de escrever sobre o tal menino(bandido) que roubo meu coração e não entrego, juro, eu juro.. juro.. juro. É.


Gente linda desculpa pelo sumiço aqui, perdi uns textos meus e fiquei triste e por isso parei de postar aqui também pelo fato de esta sem tempo. Mas enfim, não irei deixar mas isso aqui. Voo voltar com tudo heheh Ah fiz um tumblr (http://marilovee.tumblr.com) =) Beijos, amo vocês!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

No baú do meu coração.

To aqui com você. Mesmo que não precise, eu sempre estarei. Não importa o quanto meu coração bate, ele nunca batera do jeito que eu gosto. Aquele jeito acelerado em ouvi sua voz, seu olhar, aquele sorriso que é meu pra sempre. Será mesmo o porque agente gosta? ama, ou coisa tal. Deve ser porque são coisas sem sentido, e realmente eu amo coisa sem sentido. Mas que sinta e não sinta. Meu coração é tão teu, mas que merda. Você pode me devolver ele? - obrigada. Guardarei no fundo do baú que tem em minha cama, lá ficara pra sempre. Guardarei sim, mesmo que minha avó reclame que eu guardo tudo que não tenha mas valor pra mim. Mas quem disse que não? ta guardado, não ta? então pronto, é isso ai. Há algo que eu vejo em seus olhos, algo gritando - Volte, você é meu cheiro. Sorri, sorri.. não sorri. Conte.. vai lá. Conte tudo. Conte todas aquelas coisas que você provavelmente não queira ouvir. Conte o como o abraço dele fazia você ganhar teu dia. Conte que seu olhar nunca disse adeus, apenas sua boca. Seu coração também não, ele ainda vive e bate por ti. Quando mas sem sentido, mas eu gosto. Quanto mas doí, mas eu peço - Por favor, continue me matar por dentro. Agradeço desde já.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Em tuas mãos.


Não. Não irei soltar tuas mãos. Segurarei firme, com todas minhas forças. Não, não quero que você caia, quero te ver aqui. Quero ficar olhando seus olhos... por favor, não durma pra sempre. Mesmo que o fundo do oceano te leve pra longe, eu te segurarei. Dormirei la com você, fecharei meus olhos juntos com os seus. Não irá haver nenhum salvamento, mesmo que no fundo grite meu nome... Eu irei esta de mãos dadas com você. Mesmo que haja tempestade, que haja socorro, não solto. Meu socorro é você, até de olhos fechados.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Inválida


Hoje eu to com fome. Fome de escrever! É uma vontade louca de por algo pra fora, algo pra liberta. Mas que? não sei o que é, não sei mas nada. É medo, medo de dizer, medo de falar, de por pra fora. Essa vida sem sentido já ta me dando sono, quero viver. Cansa ficar parada que nem pateta sem sentir nada, fazer nada, sem querer, sem vida. Quero correr na chuva e receber um abraço molhado. Quero sentar na areia do mar e admirar as belas ondas e em seguida roubar um beijo... um beijo de algum ser estranho que passe e tenha vida, que tenha pés no chão. Roubar e sair correndo sem ele poder dizer - Ei sua louca, você é estranha. Quero ir no super mercado e comprar uns 50 potes de sorvete mais varias barras de chocolate branco e em seguida alugar filmes e chorar sozinha pensando em que só eu estou só, sem ninguém, sem coração pra sentir. Não, eu quero é ir numa livraria. Comprar os livros que eu tanto quero. Sentar no meu quarto e ler o dia todo, viajar por todos lugares, conhecer vários amores, e no final parar igual pateta de novo no chão com ''inveja'' de quem tem alguém. Quero mesmo um corpo.. um corpo pra mim deitar e fechar os olhos e dormi... sonhar que tenho carinho e quando eu acorda recebo flores com cartão escrito um verso sem sentido que me faça ri de tanta felicidade e burrice de gostar de coisas estranhas. Magino que sou meia feliz, meia triste. Mas o que eu quero mesmo? é segredo.. Mas é algo de você, você você e você. Pouco de você aqui, pouco de você saudade. Pouco de querer um abraço forte e um beijo delicado. Pouco de amor, pouco de carinho, pouco de coisas que não me faça senti mas sozinha e muito de coisas que não sei mas o que é. Pouco de mim com você, muito de você pra mim. Muito de mim pra você, pouco de você pra mim.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Vivido em mim.

Penso em nós, naquele passado gozado e feliz, guardo as lembranças boas porque foram ela que construíram meu passado, as ruins eu simplesmente apago de tudo e faço delas lembranças que nunca existiram. Lembro daquele seu sorriso cativante que sempre desperto dentro de mim algo sem igual, que nunca imaginei sentir por alguém e que nunca gostei de sentir, mas mesmo sendo ele tudo isso, ele é incomparavel quando falamos do seu aconchego. Com você tudo ficava mais tranquilo, mas calmo mas zen, eu podia olhar para o céu e conseguir imaginar desenhos em nuvens ao invés de imaginar angustia e solidão na lua. Poderia ouvir qualquer musica que nenhuma tirava da minha cabeça a letra da nossa vida, poderia ler qualquer texto que nenhum me faria sentir tão bem quando lembro da nossa historia, você se tornou o meu ontem, hoje e amanha. Cada vez que eu acordo eu vejo que meu dia não será nada mais nada menos que lembra de quando nos beijamos pela primeira vez, ou quem sabe da vez que olhamos um para o outro e ficamos cheio de vergonha e não sabia quem dizia 'oi' primeiro. Serão momentos que eu não guardarei no meu coração, nem na minha memoria, eles simplesmente serão lembrados porque estão escrito na minha historia para nunca mais ser apagado. Você foi aquela pessoa que fez de mim um homem, não um homem de idade, nem de sexo ou pensamentos, me torno homem por me ensina a lhe tratar como mulher, me torno homem porque você desperto em mim sonhos de um homem, de um pai, de um esposo. Você construi dentro de mim não um pedra no lugar do coração, e sim campos verdejantes, onde encontramos uma calmaria anormal apenas ouvindo uma Sinfonia, aquela Sinfonia. Porém, mesmo com todo esse amor e lembranças lindas, mesmo esquecendo ou tentando esquecer as lembranças ruins, é impossível esquecer a lágrima daquele choro, um choro doloroso, que não doía na cabeça nem no coração, doia no peito, algo que nunca soube como ou o porque daquela dor, naquele local e sempre naquele momento. Era algo insuportável, latejava cada vez mais forte me pedindo pra liberta ela, porém o preço a pagar por essa liberdade era alto demais: eu teria que esquecer você! Mas NÃO, eu não quero te esquecer, por mais que você tenha me provocado toda essa dor, foi com você que sempre planejei meu sonhos e planos, era você que estava escrito na minha historia, era você que eu queria pelo o resto dos tempos. Quando menor minha aparenta sempre olhava em meu olhos e falava: "Não basta você construir grandes muros com tijolos velhos, é preciso construir com tijolos bons, seja o muro grande ou pequeno, o que importa é como ele poderá suporta a ventania". Hoje eu entendo o que ela sempre quis me dizer nessa frase, não bastas construirmos amores sem amor pela vida toda, precisos construir amores com amor seja eles poucos ou muitos, o que importa é como cada um vai cuida do sentimento do outro. Eu olho para para trás e vejo que eu construi um relaciomento com você sem amor, não dei valor, queria que fosse apenas mais um pela minha vida, mas agora que está tudo acabado vejo que eu deveria ter te dado mais de mim, mas do meu sentimento, porque a verdade é que eu te amei, te amo e sempre te amarei. Se eu pudesse voltar a trás e impedir que algo acontecesse, eu não voltaria, eu vejo que nunca mereci o amor que você me deu por não valoriza ele, e já basta uma vez, não quero mais sofrer por um amor que eu construi sem cabeça. Se durante esse tempo você esteve magoada, deprimida e abalada pelo meu erro, me desculpe, pelo mais sincero ser que existi em todo mundo, me perdoe. Não tive a intenção, nunca tive e agora vejo onde desejos podem levar. Gostaria de começar agora a criar um novo começo e traça um novo fim para nós dois, e se não fosse pedir muito esquecer o passado e construirmos um futuro... Me perdoe pois eu ainda te amo, muito mais que ontem, e muito menos que amanha. (Bruno Pinheiro)

Meu amigo que me presentou esse texto. Sinceramente, eu achei cheio de vida, cheio de coisas que sinto, cheia de coisas que me fez sentir cada palavra. Amei de verdade, como eu disse pra ele - melhor que ganhar um sapato rosa (risos) Beijocas

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Sobre o mesmo.

Que diria sobre ele? além de ser tudo que me faz sentir?
Ele é fera, fera que me domina me zomba, me tonteia, me pega e me deixa cair em seguida. Ele é vida, é vida não vivida. É vontade que nunca passa. Saudade que nunca tem fim. Fundo profundo sem termino e luz. Amor sem vida, beijo sem boca, corpo sem alma. Oque ele é alem de meus pensamentos tomado, minhas dores profundas, meu pés sem chão, meu corpo sem calor. Meu coração batendo anormal, meu ladrão de sentimentos, meu domínio em apenas um ''oi''. Meu sonho acordado e sem fim. Oque ele será alem disso tudo? além de não ser meu, alem de nunca ser, foi e será? alem de deixar meu coração exprimido sem ar.

Ele meu amor obscuro sem jeito, sem ele. Aqui.




AVISO: Gente desculpa minha ausencia aqui. Meu pc tá tenso, cheio de palhaçadinhas. Hoje por fim consegui entrar aqui. Ah pedir muitos textos meus, sumiu tudo do meus documentos. Fiquei tão triste, chorei demais. Quem escreve sabe o carinho que tem por eles. E saudades também de ler os blogs de vocês, juro que quando meu pc melhora eu volto com tudo! (risos) Beijocas

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Carne fria, não sou!



A tristeza ainda estar aqui, mas tenho sentimentos tá?!
um passeio as vezes pelo meu coração eu faço, buscando entender
o porque da saudade. Resposta eu acho, mas não a destrói e ela
continua a bater aqui... Aqui aonde? - aqui... lá dentro. No fundo, no começo.

To com saudades.

sábado, 28 de agosto de 2010

Nunca devia ter ido embora


Ta você esta bem. Não, você estar otimo! E eu? ah eu to legal, eu superei fácil! - Quem dera.
Eu ainda não consegui aceitar, não consigo. - Ah mas você precisa tentar! Mas eu ja tentei e continuo a tentar. Mas meu coração insisti em te amar, apesar de tudo! Lembranças do primeiro te amo que você falo lentamente olhando em meus olhos, me faz deixar cair lágrimas. Estranho, mas foi tudo tão real. Você olho fixamente e falo três palavras que fez meu coração pular e bater 10 vezes mas forte - Eu te amo. Eu jurava que era real, parecia tão sincero! Ou será que meu coração se engana tanto assim? ao ponto de ouvir um te amo olhado nos lindos olhos verdes e acreditar como tudo fosse maravilhas. Na verdade, eu ainda acredito. Oh céus, aquilo fez meu coração passar por varias mutações como poderia ser mentira? Como? Me diga você, me diga coração idiota! Me diga já, que droga. Você não serve pra nada ein, só fica batendo, mas quando te peço resposta oque você faz? - continua a bater. Eu não sei sair disso, daqui, di lá, daquele momento. Mas sei que eu quero é fugir com você. Dana-se que seja uma loucura. Dana-se que eu tenha pouca idade, dana-se são apenas 3 anos. E me diga você ser estranho, me diga. Mas diga não olhando nos meus olhos, porque isso não irá adiantar. Me diga então, si eu te pedisse desculpa por te amar tanto, por te sufocar sempre com esse meu amor ridículo. Me diga, você iria me desculpa? Ein? Você iria falar - Ta tudo bem, eu aceito. Ta, você não vai dizer. Você nunca diz nada na verdade, e eu nunca tenho coragem de ter perguntar nada que não seja - Como você tá?Tímida, sem coragem, sua fraca e idiota! Para de ser assim, dá pra parar de escrever tudo sobre ele? tudo sobre uma pessoa que você ama e que pouco se importa com você e mesmo assim se você - eu, pudesse estaria com você todo o tempo... Nem que fosse pra ouvir o seu respirar. Nem que fosse pra olhar prós seus olhos verdes cor de mar. Nem que fosse pra admirar a beleza do seu corpo. Nem que fosse apenas por está do seu lado, aqui, lá, hoje, sempre e te ver ninar. Eu não quero mas nada, eu apenas desejo que esse maldito sentimentos corra pro mar e se afunda la e me deixa em paz. Só, isso que eu desejo. Ou será que é desejar muito?

Como o gosto do seu sorriso Sinto falta do jeito que respiramos
Mas eu nunca te disse O que eu deveria ter dito
Não, eu nunca te disse Eu me segurei




quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Eu consigo, eu sei.

Eu queria seguir, queria ou quero.. não sei! Pulei todas as pedras, pelo
menos as que apareceu no caminho ate agora. Mas não chego ao fim.
Vejo que isso é muito além, a montanha ainda não enxergo. Sabe o fundo?
aquele fundo.. é, esse mesmo! Ele é negro, mas quando olho fixamente
ele tem uma luz, e essa luz que me diz. Vai em frente, você consegue! ... Será?

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Eu quero é sentir!

Sentir.. é isso oque eu quero. Agora e já! Sentir.. e isso que espero, quente frio mas que eu sinta. Um samba em meu coração, eu quero sentir. Um toque de leve em meus lábios, uma mordida gostosa. Uma invasão não delicada, eu quero é mesmo um furacão.
Que mecha dentro de mim, que faça que eu sinta enjoo deliciosos. Um carinho na nuca com delicadeza.. sentir carinho. Um toque de leve em minha pele mas que eu sinta arder. Uma risada gostosa com sabor de quero mas. Tome conte do meu ser, do meu corpo mas eu quero é sentir! Uma invasão que me domina, mas que eu sinta... Hoje, amanhã e quem sabe.. sempre!

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Deixa ele falar.


És presença.
E, mesmo quando és ausência, és muito
mais do que saudade. És vontade de ver de novo, de ver mais, de ver mais de
perto, ver melhor. E tocar, de modo que, cada toque, eu tenha um pouco mais de
ti em mim, para que não haja mais ausência. Te encontrar virou apenas uma
questão de fechar os olhos.
Tenho confundido 'eu' com 'nós'. Mas essa
confusão só me acontece porque eu tenho certeza de tudo que eu sinto. E o que eu sinto é o tal do amor. Aquele surrado, mal-falado, desacreditado e raro amor,
que eu achava que não existia mais. Pois existe. E arrebata, atropela, derruba,
o violento surto de felicidade causado pelo simples vislumbre do teu rosto.
Beeshop.



Fica o vazio, após o tchau. Fica o fantasma, quando o concreto se vai. Ficam as marcas de poeira ao redor dos quadros e os longos fios substituindo o ar. Ficamos eu e você, aqui e aí. Um vazio momentâneo, uma saudade permanente, uma dor que vai e vem, alternada com uma apaixonada e obcecada psicose, que só entende quem sente.
Mas vai passar.
Beeshop.


Sobre a saudade.
Saudade não é o que a gente sente quando a pessoa vai embora. Seria muito simples acenar um 'tchau' e contentar-se com as memórias, com o passado. Saudade não é ausência. É a presença, é tentar viver no presente. É a cama ainda desarrumada, o par de copos ao lado da garrafa de vinho, é a escova de dentes ao lado da sua. Saudades são todas as coisas que estão lá para nos dizer que não, a pessoa não foi embora. Muito pelo contrário: ela ficou, e de lá não sai. A ausência ocupa espaço, ocupa tempo, ocupa a cabeça, até demais. E faz com que a gente invente coisas, nos leva para tão próximo da total loucura quanto é permitido, para alguém em cujo prontuário se lê "sadio". Ela faz a gente realmente acreditar que enlouquecemos. Ela nos deixa de cama, mesmo quando estamos fazendo todas as coisas do mundo. Todas e ao mesmo tempo. É o transtorno intermitente e perene de implorar por 'um pouco mais'.


Saudade não é olhar pro lado e dizer "se foi". É olhar pro lado e perguntar "cadê?".
Beeshop.


Textos de Beeshop

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Não entendo nada.

Ei, você mesmo! É, você que estar me fazendo sangra por dentro, tem como você parar com isso? Se quer me fazer sofrer, por favor. Pelo menos me deixe sofrer tudo de uma vez, de pouquinho em pouquinho dói demais, você não imagina o quanto! Na verdade eu não entendo nada que sinto, que passa aqui dentro. Eu apenas queria te abraçar forte e nunca larga sua mão e fazer você entender que a única pessoa que eu quero é um ser complicado demais pra mim, você. Quero que você entenda que meu mundo gira em torno de você, eu ainda não sei dizer não, ainda não sei deixar passar o tempo e não olhar pra trás. Me perdi, estou sufocada. Quero você, você e você. Mas como? quando eu olhei pro lado nossa pra sempre tinha ido embora. Meus olhos chorão, meu coração dói e si como dói. Eu apenas queria que meu desejo realiza-se. Ou você vai logo embora e eu sofra de uma vez só, ou você fica do meu lado e fazemos do nosso mundo o melhor. E você sabe... tem as vezes que eu penso que sei lá. Eu te amo e pronto!

Coisas que eu não sei.

Não precise entender, apenas leia. Sinta! Sentiu? -não? É, meu coração não quer falar,
ele quer pular... mas não, não pode. Não deixam... não voo deixar. Seguro-o! Suplico-o
que fique, me deixe lutar! Me deixe viver... mas por favor, não me deixe te amar.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Me perdi, estou sufocada


Nunca amei ninguém assim. Nunca consegui fazer meu coração falar por mim,
como agora. Eu olho pro lado e vejo você, em todas partes! Dizem que eu estou ficando maluca, mas quer saber? que se dane! Não da mas pra esconder. Não da mas pra suporta. As vezes penso em coisas absurdas, mas talvez essas ''coisas'' poderia parar com meu sofrimento. Tem dias que eu fico mal, muito mal. Mas fico quieta. Mas tem outros que eu me explodo!
Choro mesmo, grito que nem loca. Abraço qualquer pessoa que eu ver na minha frente,
apenas pra ver se algum abraço me confortaria como o seu.. Mas não, ninguém tem um abraço como seu. Ninguém se quer tira isso de mim. Ninguém me enlouquece. Me deixa passar de doida que nem você faz. Eu sangro, por dentro... Eu supliquei diversas vezes pra arrancar isso do meu peito, retira-se tudo e que não ficasse nenhum sentimento qualquer! Eu seria como pedra, não iria sentir nada! Apenas algumas palavras que você diz.. você não sabe o quanto meu coração ''samba'' pula e quase sai pra fora. Cuidado! Em frações de segundos meu humor muda, eu caio totalmente. Caio e depois levanto mas e agora? Cai e estou fraca, suas palavras me deixo assim. Eu preciso apenas da sua mão pra mim seguir! Mas isso seria demais pra ti...

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Vocês podem calar a minha voz, mas não os meus pensamentos! Vocês podem acorrentar meu corpo, mas não a minha mente! Não serei platéia dessa sociedade doente, serei autor da minha história! Os fracos querem controlar o mundo; os fortes, o seu proprio ser! Os fracos usam as armas; os fortes, as ideias!
(O futuro da humanidade - Augusto Cury)

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Por te amar demais

-Ta namorando?
- To.
- Ué, e agente?
- Agente? que que tem??
- Eu e você...juntos!
- Ta de sacanagem né?
- Não. Paro de gostar de mim assim tão rápido?
- Não, não diga isso! Eu ainda te amo muito, porém não da pra ficar correndo atrás de alguém o tempo todo, cansa. Você sabe claramente dos meus sentimentos, sabe que eu só queria viver com você, te fazer feliz. Acorda do seu lado e te da um beijo no rosto de bom dia.
Usa seu blusão porque com ele me sinto melhor, mas perto de você. Chega e escreve na geladeira: te amo pra sempre, todos os dias! Te dar conforto em meus braços quando o mundo cai sobre você. Fazer loucuras de amor só pra ficar perto de você. Tudo isso você sabe, e ta ciente que o que eu mas quero é eu e você juntos. Mas você parece não ta certo dos seus sentimentos... Eu já perdi muito tempo correndo atrás de nos e esqueci de me amar,do meu amor próprio. Agora eu voo ficar com quem sabe me dar valor, nem que seja apenas que me
acolha em seus braços e que fique ao meu lado, pois é isso que eu preciso. E enquanto nos dois, não deu. Corri atrás do tempo, soltei meus sentimentos mas sempre foi a mesma coisa, não deu pra voltar, você não quis. Eu te amo, muito ainda! mas espero que você seja feliz com outra pessoa, já que eu não consegui isso, já que você não quis.
- Para, não faz isso, por favor! Eu te amo, eu só quero você do meu lado... To certo dos meus sentimentos, fica comigo!
Luiza fico offline.

Se fosse um dia antes ela corria prós seus braços na mesma hora, pegava um onibus qualquer coisa apenas pra um abraço... Seus olhos ia chorar de alegria, seu coração ia bater mas rápido que ia se transforma numa escola de samba. Mas não, ela foi embora, com uma grande vontade de olhar pra trás e correr prós braços do seu grande amor. Mas ela não quis se arriscar, ela já se arrisco diversas vezes e se machuco. Ela ja correu muito atras e agora tem medo. Ele só a deixo com um coração todo ferido mas lá no fundo tem uma força grande pra da a volta por cima. Pra seguir em frente vendo seu amor lá trás, vendo uma historia de anos jogada fora. Sim, o coração dela seguiu em frente sangrando, mas tenho certeza que ela aprendeu, e que esse alguém que esta com ela hoje vai fazer ela esquecer um pouco do seu sofrimento aos poucos, nem que seja por uma noite....

"Aprendi também que por mais que você queira
muito alguém, ninguém vale tanto à pena a
ponto de você deixar de se querer." (T.B)


segunda-feira, 5 de julho de 2010

Como isso???

Pra quem não sabe eu sou mas uma normalista, sim! Eu passo por varias obrigações chatas mas que leva experiências super valida. Quem é, sabe. Então, eu estou no segundo ano, falta AINDA mas dois. Mês passado eu comecei a estagia em escola, do primeiro ano ao quinto, enquanto isso só passei pelo segundo e terceiro. Tá, eu fiquei super nervosa no primeiro dia. Já estava imaginando aquelas crianças com tia pra lá, tia pra cá, oh tia sou quase to seu tamanho, oh tia oh tia - é, aconteceu essas citações ai, porém eu adorei. Cada criança se torno especial pra mim, não irei esquecer do meu primeiro dia com essa experiência nem da minha primeira cartinha - foi da Vitorinha linda, saudades! Mas o pior disso é que, todavia você mesmo se estressando, mesmo tendo que gritar - fulano fica quieto, fulano falei, senta! fulano faz o dever, fulano para de pisar no pé de fulano e etc.. contudo você se apega muito nos ''seus aluninhos'', porém tem uma parte ruim - pelo menos pra mim, quando você troca de turma. Nossa, você se apega com a criançada, grava os nomes (PS: o primeiro nome que você grava e o do mas bagunceiro e é oque você nunca esquece, Vítor Vítor...) voltando... sim, você vai pra outra turma e tem que se apegar com outras criançada. Mas além disso você conhece outras preciosas crianças, cada uma você tem um carinho especial. Eu to nesse momento no terceiro ano e quando é a hora do recreio a criançada do segundo - a primeira turma que eu estagiei, passa tudo pela porta do terceiro na hora do recreio em forma de fila e todas elas para pra me abraçar. Vocês podem me chamar de louca e boba mas isso me deixa tão mas tão feliz que só quem sentem sabe. Acorda 6:20 da manha pro estagio e voltar ja na hora de ir pra escola (1:00pm) e sai as 6:20 pm vale as vezes ''a pena''.

- Tia, olha só!
- To olhando...
- Olha
voo meter a porrada nesse muleke - a MENINA olha pro menino e diz:
Voo arrancar tua orelha

Sim, isso acontece no estagio.
Apesar dela ser uma menina que diz que vai meter
o cacete no tal muleke no fundo ela é uma doce menina.
Que na hora do recreio quer que eu fique sentada com ela
pra dividir seu biscoito comigo.

Ps: E se você acha que eu como o biscoito da menina você se engano, claro que eu não como.

Essa foto é com duas lindas da creche que no ano passado tive essa experiência que foi bem legal. Saudades!!


Beijocas

sábado, 26 de junho de 2010

01:27 am

Você acostumava a me dizer que eu era sua, e eu ria.. Costumava a me abraça, forte. A olhar nos meus sonhos e dizer que me ama. Falava besteira em meus ouvidos, me delirava. Me beijava a boca calmamente, me mordia, me protegia. Conversava comigo até o dia amanhecer e quando dizia que estava contando as horas pra me ver, eu gostava. Dizia que já não via seu mundo sem nos dois, nem eu. Quando a saudades batia, você dizia que estava com saudades de me abraçar, eu adorava. Em uma das nossas conversas eu chorei. Não, eu fiz uma tempestade dentro do meu coração. Chorei um choro que doía, e se como doía. Chorei porque senti que eu estava te perdendo, chorei sem pensar. Chorei como você estivesse indo pra sempre. É, mas de alguma forma você se foi e outra você continua aqui. Continua da maneira que me arranca o peito. Ah que a saudade doí demais, sufoca. E eu continuo te sentindo, te vendo em todos os cantos. Continuo a implorar pra você voltar dizendo que seu mundo sem nos dois não dá, que quer o nosso pra sempre. E eu, continuo aqui, sendo sua, como sempre foi e como sempre vai ser! E olha, vo te contar um segredo... você nunca soube que eu já era sua, quando se olhamos pela primeira vez.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

FOTO DO DIA


Tradução: Quem você é,
quando está sozinho no seu quarto?

segunda-feira, 14 de junho de 2010

domingo, 13 de junho de 2010

Um momento qualquer...


Felicidade esse era meu nome naquele dia... Acordei de um sonho lindo e que poderia virar realidade.Dei uma volta em meus pensamentos, passiei em meu coração e tudo estava em seu lugar. Ta bom, menos minha tristeza ela não viria me visitar, a felicidade tinha me ocupado naquela manhã... Feliz eu estava, não sabia ah um bom tempo oque era sentir alegria. Oh que coisa boa! Quero repetir a doze de alegria mas vezes mas agora com a possibilidade de eu poder ser feliz com você... Meu coração quase pulava pra fora com aquelas palavras ''vamos matar a saudades hoje''... Segurei me, deixarei pra soltar minha essência do seu lado, ao lado do meu amor que tinha parado no tempo, apenas a solidão comigo... Voei, cheguei... Você não estava, não chorei, esperei... Disfarcei a felicidade, queria vim a tristeza. Viver a solidão de novo seria demais pra mim... Que alegria bipolar, mudo de animo rápido. Tristeza vai se embora de novo, volta! alegria... Fumei um cigarro, 2,3, 4... foi a cartela toda. Oque eu estava fazendo? - Tentando fugir! - Tá triste? Será que dava pra reparar tanto assim? As horas passava e eu continuava a tragar meu cigarro... Meu?! não, da minha amiga tristeza. Mas idai? não importa, nada mas importa, nem eu importo, ninguém importa... Não aguentei, chorei sem disfarçar.. Me chamavam de loca, burra, idiota, otaria e todos esses adjetivos feios. Mas alguém me entendeu, me deu um abraço e deixo eu molhar seus ombros com minhas lágrimas ... Em alguns instantes minha solidão volto, meu sorriso sumiu, minha alegria desapareceu, meu coração de novo desloco... E meu amor? meu sentimento? não se foi. Fui embora, dei o ultimo sorriso pra lua pois ela não tinha nada haver com isso. Não olhe pra trás... Não, eu olhei. Com esperança? sim! Ele estava lá? Não... Continua o amando e querendo ele ainda por perto? Não, mas meu coração, meu corpo o deseja loucamente. Continuei andando, dei um tchau de até mas sem saber de mas nada.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Sem pra que, sem você.



Eu te amei sem porque, não. Eu te amei porque meu coração ele pulsava por você, forte. Eu me prendi em você, porque você me dava conforto em seus braços, sem querer. Você disse que queria que fosse eterno, e eu que fosse pra sempre. Você foi embora, e meus olhos choro. Ele sempre chora, embaça minhas vistas pra não enxergar mas ninguém, só você... Você falo que iria ali e voltava... mas agora cade? Minha solidão me apavora, a noite ela chora, sempre quer você. Aonde você estar agora? Será que você chora? Quando lembra de nos dois a fora, saltitando nesse perigo... Te pegarão, não me devolveram... ou será que você se raptor? Foi você que não quis voltar? Ou foi eu que não quis mas aceitar? Não, nada disso... eu ainda quero o meu pra sempre, volta... Hoje a noite esta tão obscura, preciso do seu olhar pra me iluminar e seu abraço pra me proteger... Você foi minha vida e continua sendo... Mas se você não volta logo meu coração vai parar, ele precisa respirar, livre mas com você ao meu lado. Te espero!

Na margem do riacho
Me apaixonei por seu encanto
Tão leve como as nuvens
Tão doce como seu manto
Radiante estou com tanta beleza
O verde de seus olhos
Davam contraste a floresta
Sua voz se misturava ao canto dos pássaros
No meio de tanta canção
Me perdi em ilusão, me distrai
E não compreendi a nova canção
Solidão era o seu nome, um amor era seu sonho
Fiquei sem entender como algo tão encantador
Estaria a soluçar essa melodia
Supliquei meu coração
Por resposta que não existia
Enjoei-me com a nova canção
E entristeci meu coração
Gosto amargo de solidão
Inebriava meu ser
Continuei sem entender
Sem entender porque você
Até que então responderam-me os “porquês”
Enfim eu pude compreender
Seu nome era AMOR, seu sonho SER AMADO,
Porém como dádiva a SOLIDÃO.


terça-feira, 1 de junho de 2010

Se eu não te amasse tanto assim...

De: brunopinheiro ¨ (....@hotmail.com)
Enviada: quarta-feira, 2 de junho de 2010 7:53:04
Para: Maria Caroline
(....@hotmail.com)

Maria, oque eu sinto não é algo tão simples, como você pode ver é muito difícil de entender e explicar. É diferente isso eu tenho certeza, não um sentimento normal, é algo completamente além de tudo, não sei como aguentei essas palavras até hoje, mas finalmente consegui tirar de mim, não queria que fosse tão depressa, queria um pouco mais de tempo, adoraria conhecer melhor esse seu sorriso radiante, o teu jeito tão meiga e tão chata ao mesmo tempo (rs!) . A Anna me fala pra eu me soltar (tenso) mas não é algo tão simples escrever isso.

Se eu estou escrevendo aqui, não é porque eu sou uma criança de cartinha ou recadinhos, e muito menos porque eu não tenho coragem de falar isso frente aos seus olhos... Mas porque sinto que algo me impede, não sei se o intenso sentimento, mas não da...

Saiba que em momento algum eu negarei te amar, mas não sei aguento continuar , espero que passe, mas espero mais ainda que seja duradouro, não na solidão e sim ao seu lado. Não se assuste comigo e nem com minhas palavras, pois você mesma sabe que quando nos amamos nosso mundo vira um mundo de coisas estranhas, é complicado mas um dia ainda irão entender !

Olha eu , falando de amor de novo ... Como eu já disse se é amor eu não sei mas sei que é algo bem perto, algo que me renova, me inspira, me alegra, me da a capacidade de vir aqui e escrever tudo isso. Que me da fôlego para dizer a você o quanto esse sentimento é inacreditavelmente, forte.

Te desejo tudo de bom e não é pelo fato de eu te amar, mas porque eu quero te ver sorrindo, e é ele que me mantém assim, em pé e confiante.

Enfim cheguei a esse ponto para te dizer que EU TE AMO MUITO e que só o tempo pode mudar isso!



domingo, 30 de maio de 2010

Ps: I love you forever

OQUE FAZER QUANDO A SAUDADE ESTÁ DOENDO?
É difícil entender e aceitar quando algo ''acaba'' e não tem como voltar. E fica mas difícil quando a saudade vem e machuca e te corrói e oque você mas quer e esquecer TUDO! Tudo faz mal, as vezes pode até te fazer sorrir mas no final você chora... Chora querendo tudo de volta porque viu como era bom. Porém, nem tudo que queremos podemos! As pessoas vão embora das nossas vidas de um dia pro outro. Tudo muda, nada é pra sempre e SIM ETERNO! Sei que pra virar eterno requer tempo, e eu to esperando passar. Espero que passe logo, porque as vezes é muito ruim ter que ficar calada pra deixar que esse sentimento vai logo pra bem longe e por fim poder dizer: Foi eterno. Pois enquanto isso ainda está no meu presente esse sentimento ainda é como ''fogo''. Tento não transparecer que não gosto mas de você, pois quero logo viver e tá livre disso... PERDÃO por estar ausente nas coisas que você passa, no dia a dia até em uma conversa que não temos ah um bom tempo... PERDÃO é que eu preciso evitar... Sei que varias vezes errei por querer você demais, por deixar esse sentimento crescer... perdão por esta revelando meus erros! Agora eu fico aqui querendo sair desse vicio de você, de querer você, de pensar em você e escrever coisas como essas sem sentindo pensando em você... Por está aqui que nem uma louca sem se quer você irá ler isso, mas é mas um desabafo. Um dia eu devo ri disso tudo, e ver como eu era boba (espero) prefiro... não quero ver isso e esse algo sendo ainda no presente NÃO QUERO! Eu te amo até nas vezes que me deu raiva por não deixar as coisas melhor de alguma forma, por sempre complicar e não fazer muitas das vezes do meu jeito, do jeito que seria melhor pra nos dois. Apesar de tudo eu nunca irei te esquecer. Você será e é eterno pra mim! Por todos beijos, todas palhaçadas, todas conversas super idiotas e por todas as outras que eu ria de raiva contigo (risos). Sei que agora muitas coisas mudo... E isso é estranho, chato! Mas as vezes é até melhor... Não sei se você gosta de outra(o), mas pelo visto você subiu e oque eu quero é ter forças pra fazer isso também... Pra que um dia eu te ver e ter certeza que não irei ficar triste ou com uma vontade ENORME de correr e subir em você e te dar um beijo ( PS: sempre lembro). Tudo foi maravilhoso, obrigada por tudo coração! Até mesmo por ter me feito de palhaça algumas vezes pois serviu pra mim aprender, estou aprendo... EU TE AMO e não voo negar isso! mas tenho que te amar calada... Você, seu jeito, o nosso nos será pra sempre!

fail

Não precise entender, apenas leia. Sinta! Sentiu? -não? É, meu coração não quer falar, ele quer pular... Mas não, não pode. Não deixão... não voo deixar. Seguro-o! Suplico-oque fique, me deixe lutar! Me deixe viver... Mas por favor, não me deixe mas te amar.

Salvame

Você não me ouve. Eu não digo. Mas meu coração? ah meu coração grita. Você o entende? - Não... - Nem eu

domingo, 23 de maio de 2010

Você não vai entender.

Busco palavras do fundo do meu coração. Bem dizer, da minha alma. Algo puro e que me faça entender. Me faça explicar. Que me faça buscar o porque. Tento, penso... Mas e ai eu complico, eu ''displico'' e continuo sem entender nada.
Pula, salte daí! Corra, fuja! Mergulhe, não afunde. Levanta-se e seja quem for.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Minha saudade sem título.

Oque fazer quando a saudade nao tem mas controle ?
To querendo saber, alguém sabe me dizer?
Por favor, suplico respostas.
Agradeço sua atenção. Assinado: Solidão.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Hojê eu só quero você...



Estávamos em meio a escuridão, a paixão e eu.
Você pego na minha mão e disse - venha comigo.
Mas e agora? cade você?
Não me abandone, mesmo que não queira mas me amar.
Hoje eu só quero você aqui comigo.
Hoje eu só quero te abraçar e sentir.
Olhe em meus olhos, confie em mim.
Não me pergunte nada, pois eu também não sei.
Eu só quero que você fique aqui, mas nada. Só sem
sentido com você.

Mergulhei de cabeça, segui com você... larguei tudo apenas pra ir contigo. To precisando sorrir. Volta, e segure minha mão... Mergulhe junto comigo e diz aquilo de novo. Não me abandone... por favor!

terça-feira, 4 de maio de 2010

Sem sentido, com você.


Meu coração batendo cada vez mas rápido, mistura de sentimentos. Raiva, amor, carinho e solidão. Segurando minhas lágrimas - eu queria explodir! Sou uma louca mesmo, apaixonada. Assim que todos me chamam, mas idai?

- Vem cá, vem me esquentar, ta frio aqui. Estamos tão perto e eu não consigo ficar sem te abraçar, sem te olhar. Não vamos deixar essa briga jogar todos nossos momentos. Vem meu amor.

Olhei nos seus olhos, pedindo carinho. Ele encostou-se sua cabeça em meu ombro, fiz carinho em seus cabelos grisalhos e ficamos ali naquele mesmo lugar, calados por uns 30 minutos... Ele levanto-se a cabeça de meus ombros, pego em meu rosto, olhou em meus olhos, deu um sorriso lindo e tentou dizer:

- E, e... eu ti ti...
-Xiu, eu sei. Eu também.
- Obrigada.

Se silenciamos com um beijo... de dois seres loucos apaixonados.

Sem título.



Eu to te avisando, não queira me conhecer. To falando conhecer minha alma... Você não irá gostar, ela é complicada demais, vazia e fria. Espera só um pouco, eu preciso a entende lá primeiro, não aqui fora mas lá dentro.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

E foi, e será.




Era umas 4 horas da madrugada e sozinha estava ela, sentada em um banco da praça. Estava se derramando em lágrimas e fazendo seu lápis preto borrar. Na sua mão havia um papel de caderno um pouco amassado. Ela parecia tá aflita, algo devia estar acontecendo com aquela menina, então me atirei me a perguntar:

Oi
Oi - ela respondeu soluçando.
— Posso te ajudar em algo? porque estas chorando?
Não, não podi. Si eu não consigo, não poderá.
— Como assim você não consegue?
Ela abaixo a cabeça e disse;
Preciso ler estar carta, mas tenho medo doque nelas estão escritas.
— Quer que eu leia?
Quero, mas tenho medo, muito medo.
— Porque medo? oque tiver que ser, será.
Ok, então leia pra mim por favor. Mas com calma tá.
— Ta bom.

Meu amor, me desculpa pelas coisas que eu fiz. Sei que te disse que era apenas uns dias, mas foi um ano. Preciso te confessar que estava com medo do futuro, e creio que você também. Você sabe que eu nunca tinha me apaixonado, não acreditava nisso, e quando comecei a sentir isso por você, fiquei maluco, não sabia oque iria fazer. Tem dias que eu ficava fraco, sentia tanta falta de nós dois. De quando ficávamos sentado no ''nosso banco'' da praça e fazendo planos e mas planos pra nos. Disse pra você que iria te dar uma carta, e sem mais, sei que você fico pensando oque ela estaria escrita, conheço seu jeito curioso. Fui grosso em apenas te deixar uma mensagem dizendo que amanhã iria te entregar algo, e sumi como das outra vez. Eu ainda te amo muito, preciso te ver. Amanhã eu estarei no mesmo lugar de sempre, as 3:30 te esperando, e espero que você esteja lá. Fica comigo! Beijos, do seu amor Tony.

Ela fico me olhando assustada, sem entender.
Mas ele disse... que... mas..
— Calma. Amanhã ele estará te esperando 3:30 no mesmo lugar.
Essa carta recebi a três dias já, mas não tinha coragem de ler. Pensei
que ele fosse dizer que estava bem com outra pessoa, e eu não iria
suportar isso. E agora, oque eu faço? ele deve ter ido embora de novo.
Como sou burra!

Ela fico se questionando, e eu a ouvindo... Quando ela canso, ela deito se em meu colo e eu a disse;

— Amanhã as 3:30 você vai no lugar de sempre, se ele te amar, e crer
que vocês dois tem que ficar juntos, ele estará lá! Oque tiver que ser, será.

Depois de um mês e alguns dias. Passando naquela mesma praça, me encontro um casal naquele banco que me recordava algo. Olhei, olhei, lembrei! Era aquela menina que estava se derramando em lágrimas, desesperada e com medo do futuro. Passei perto do casal, e era ela mesmo. Ela me olho e rapidamente fez um sinal de espera. Pego um papel e uma caneta escreveu algo, e fez um aviãozinho que paro na minha frente. E nele estava escrito:

'' Deixei o tempo passar. Mas você me mostro que quando algo é real, podi ser passar anos e tudo vai estar no seu lugar! Tive medo do futuro, e aqui estar ele, com a pessoa que eu amo, e oque teve que ser
foi, e oque tiver que ser, será! Obrigada, beijos Jane. ''

Olhei pra ela e dei um sorriso, ela me devolveu com outro radiante. Um sorriso lindo que eu nunca tinha visto em alguém antes, um sorriso de felicidade e agradecimento.

terça-feira, 20 de abril de 2010

De volta pra mim...

Gustavo diz:
Te amo tanto!

Daiana diz:

Também meu amor!!! amanhã iremos matar a saudades, beijos.

Acordei super feliz, hoje era dia de encontrar minha paixão. Tomei banho, me arrumei vesti a roupa da escola, me maquiei como sempre, depois almocei esperei minhas amigas vim passar aqui pra irmos pra escola juntas, elas chegaram e logo em seguidas fomos. Chegando lá pra minha felicidade a aula ia terminar mas cedo pelo devido caso da professora ter ido ao medico. As horas passando e eu nada de prestar atenção, ficava só ali pensando, pensando como seria feliz esse meu dia. A aula acabo fui direto pra casa e nem sequer se despedir das minhas amigas, cheguei tomei um banho botei um short jeans e uma blusa branca com uns desenhos e uma sandália, me maquiei ajeitei um pouco meu cabelo e pedi minha mãe pra me acompanhar até a metade do caminho, ela desvio o caminho e eu fui seguindo pro Gustavo. Cheguei lá pulei em cima dele, e lhe tasquei um beijo. Era muita saudades. Ele estava meio estranho, olhei pra ele assustada e perguntei oque houve:

Daiana, não dá mais. Ele abaixo a cabeça e viro as costas.

Espera aí, nem com essa história, eu nem quero ouvir! É, eu já tinha ouvido. Mas como assim? eu teria que esquecer lo? como faria da minha vida sem
Gustavo? Ele disse que me amava tanto ontem, eu juro que ouvi. Milhares de perguntas me passou naqueles pequenos segundos.

Calma aí, que diabo você tá dizendo agora?

Eu to com outro lance aí, to sem tempo, tenho outras coisas pra viver.

Ah não Gustavo, você não podi tá falando serio? dia um de abril já passo.

Não, não estou mentindo, é verdade! É que...

Senta e conta logo tudo devagar...Não minta, não me faça suportar. Você caindo nesse abismo enorme?

Agente tá juntos ah um bom tempo, no começo era tudo legal, mas não dá mas. Eu fico me prendendo
de muitas coisas por causa de você. Fico preso.

É, e eu faço o quê com a nossa vida genial?

Cê vai viver pra outra vida, e eu fico aqui.

O que está esperando? Você sabe ''voar''. Sai! O que está esperando? Quem tá lhe segurando?

Na verdade eu queria segura-lo, queria que tudo fosse diferente, queria que nesses minutos de angustia estar beijando Gustavo, dando aquele abraço forte, apertado. Olhar nos seus olhos e dizer:Vivi pra você Morri pra você . Lágrimas saiam dos meus sonhos, soluços da minha garganta, cabeça pesada. É, e ele se foi, sequer olhou pra trás, sequer me disse: me espera tá? é só uma fase minha. Porque ele sabe, eu iria espera. De volta pra mim...

---
Esse texto foi feito em meio da musica Vai da Ana Carolina (link da musica
aqui)
Beijos!

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Pensamentos sobre minhas estrelas.



Lá fora a chuva cai. Olho pro céu e procuro as estrelas, não tem nenhuma. Sinto falta delas, quando preciso conversar são elas que me escutam, elas que sempre estão ali dispostas a noite a me ouvir. Mas hoje, quando eu mas preciso elas sumirão, a chuva não deixo elas vim me visitar. Olho pro lado procuro alguém, mas ninguém a vista. Olho pro outro e nada também. A vida é assim, nem sempre quem estar disposto ali com você fica pra sempre, em algum momento fica ausente, por algum motivo que não deixo sua estrelinha vim te ouvir... Estrelas são lindas, encantadoras sempre, o céu tão imenso e a noite elas ocupam bastante espaço, vários pontinhos brilhantes, elas parecem sempre estarem alegre, vivas... Mas será mesmo? alguma vez você sorriu e estava triste por dentro? querendo chorar? mas pra deixar alguém feliz, você se esforço e sorriu. Então, será que elas estão sempre assim brilhando porque querem, ou por que você, é, você mesmo, por você, pra estarem lá no céu azul, de noite, pra quando haja solidão, basta olhar pra elas, e elas vão te ouvir e brilhar pra ti... Estrelas, estrelas, brilhantes, pequenas, e tão significantes... Minhas melhores amigas, estrelas...

terça-feira, 6 de abril de 2010

Desejo, fique, adeus!



Você está indo aos poucos, e eu realmente desejo isso. Essa ventania passo agora para uma leve brisa, suave suave. Apesar de eu ainda te desejar loucamente e querer-te fazer feliz pelo resto da sua vida eu te desejo que vá. Viver assim já não dá. Preciso de carinho, amor e atenção. E você sabe, eu gosto de se sentir amada, gosto quando me faz carinho, quando me olha nos olhos e me diz coisas que não sai de sua boca, mas seus olhares dizem tudo. Gosto do sentir do teu cheiro - não sinto ah tempo, faz falta, mas agora nem tanta. Gosto de você, mas gosto mas de mim. Então vá embora, e não voo te esperar, eu cansei. Desejo que você encontre alguém que te faça mas feliz doque eu fiz, é, é difícil mas eu desejo. Pois afinal, eu te amo e te quero feliz, sendo comigo ou não. E lembre-se; toda vez que eu disse adeus, era quando eu mas queria ficar... Mas você não se importava, e não ouse dizer agora que tudo será diferente, porque eu sei, não será... Então, adeus.



sexta-feira, 26 de março de 2010

Palavras e minha solidão.


Tem dias que me sinto só, apesar de ter pessoas amigas comigo. Não sei se essa solidão é de alguém sempre por perto, não sei explicar... E isso aqui é apenas algumas palavras de sentimentos e coisas que eu sinto. Sem explicações, e em meio delas tento achar uma resposta. Tem vezes que consigo, outras não, mas isso me faz tão bem... E de alguma forma deixa minha solidão de lado, e fica apenas eu e minhas palavras estranhas e esquisitas, que nem eu as entendo. Mas vai, me deixa sozinha...
Essa minha solidão com palavras ocultas já tá fazendo parte de mim a um bom tempo, vai, deixa pra lá, é bom que eu volto. Você não deseja isso? é, vai embora, até logo solidão.

Sozinha com minha solidão, palavras estranhas me encontra tornando meu chão em meio essa escuridão.